Sereia da vida inteira (a Bandeira e Santa Rosa)


Ilustração adaptável a diversas mídias, 2021

“Eu quero a estrela da manhã” (Manuel Bandeira)

A peça é uma tradução pictórica do poema “Estrela da manhã”, presente no livro homônimo escrito por Manuel Bandeira e lançado em 1936. Para tanto, é feito um diálogo com o texto literário e com a capa da primeira edição, que trazia uma sereia concebida por Tomás Santa Rosa (um gênio das artes gráficas do país).