P.B. – Frequência


Gravura, 2021, giclée sobre papel museológico, 60cm x 40cm

No projeto “P.B.”, apresento um exercício pictórico que se volta ao preto e branco e suas diversas expressões estéticas apreendidas no cotidiano em diálogo com outras artes. Nesse contexto visual, ocorre o encontro entre ondas de aparelho televisor analógico, o cinema expressionista alemão e figuras fantasmagóricas; elas surgem envolvidas por um jogo de luz, sombra e formas plenas de provocação, suspensão e espontaneidade. “Frequência” se volta às estáticas dos televisores analógicos e se diverte com as imagens fantasmagóricas criadas por elas.

Obs. Esta peça foi selecionada para a edição de outono 2021 da revista de arte e literatura “Encre[s]”, em Bayonne, na França.