O que me contam os ipês


curta-metragem, documentário, Brasil, 2019, link

A obra propõe uma reflexão sobre o município de Formosa, fundado em 1843, a partir do confronto entre visões de seus antigos moradores e da nova geração com foco na cidade idealizada por pintores, fotógrafos e poetas. No jogo de antíteses do curta, também se destacam questões vinculadas ao desmatamento do bioma cerrado e como isso influencia na memória tanto dos velhos quanto dos moços, conforme a poetisa goiana Cora Coralina escreve em “Meu livro de cordel”, um dos livros que inspirou a obra. O filme é resultado de um projeto de ensino realizado pela área de Línguas do Instituto Federal de Goiás – Campus Formosa. [Texto extraído do canal Lemuel Gandara Filmes, no YouTube].

Documentário vencedor da medalha de bronze na 6ª Olimpíada da Língua Portuguesa

Realização: Beatriz Alves Moraes, Júlia Álvares de Castro e Letícia Martins Vieira

Coordenadores: Lemuel Gandara e Glaucia Mendes da Silva

Área de Línguas do Instituto Federal de Goiás – Formosa: Ana Paula Melo Saraiva Vieira, Daniele Gonçalves Dias, Glaucia Mendes da Silva, Lemuel Gandara, Milene Galvão Bueno e Regiane de Jesus Costa

Agradecimentos: Fundação Museu Couros de Formosa, Restaurante Don Fernando e Instituto Federal de Goiás