As histórias maravilhosas do Velho Griô


Fotografia, desenho e pintura digital, 2018-2020, giclée sobre papel museológico, 95cm x 60cm

A narrativa compreende passado, presente e futuro a partir da memória do Velho Griô. Esse personagem é a fusão de duas figuras sábias da cultura afro- brasileira: o Preto-Velho, entidade do sincretismo religioso que representa os negros escravizados que nasceram e envelheceram nas senzalas e contam histórias de ascensão espiritual, e o Griô (ou Griot), homem ou mulher que tem a responsabilidade social de guardar e transmitir as tradições, a cultura e a arte que caracterizam um povo a partir de diversos meios, com destaque para as narrativas orais. Suas histórias acionam cinco temas: a diáspora africana, a morte, a transcendência, a consagração e a memória.

Obs.: esse painel tem uma versão reduzida em formato 60cm x 40cm que fez parte da Mostra Virtual de Artes Visuais do IX Festival Cultural do Brasil em Viena (2021).

A obra também foi capa da revista científica Tecnia (V. 05, n. 2, ano: 2020).